pandemia-sustentabilidade-estudo

A pandemia aumentou a busca do consumidor pela sustentabilidade?

In Sem categoria by idealenergiasolar

Em uma pesquisa realizada globalmente em 31 países e que entrevistou mil pessoas com mais de 18 anos, no Brasil, o Instituto Akatu e a GlobeScan reuniram dados sobre as mudanças de comportamento do consumidor no período da pandemia frente ao tema da sustentabilidade.

A pesquisa de nome “Pesquisa Vida Saudável e Sustentável 2021: Um estudo global de percepções do consumidor” mediu as expectativas do consumidor no período pós-pandêmico, identificou barreiras e gatilhos na manutenção de uma vida mais saudável e sustentável e compartilhou importantes conclusões como: 


1) Em uma escala de 0 a 100, os brasileiros acreditam que o problema de escassez de água potável tem 82 pontos percentuais de seriedade, ou seja, consideram esse problema como muito sério. O problema de esgotamento dos recursos naturais tem 81 pontos percentuais, poluição do ar tem 79 pontos percentuais e as mudanças climáticas tem 71 pontos percentuais. Todos estes problemas citados são considerados muito sérios pelos brasileiros, inclusive com 15 a 30 pontos percentuais acima da média mundial, possivelmente, por conta de uma vivência mais direta com alguns dos problemas.


2) 8 em cada 10 pessoas veem os eventos climáticos extremos como incomuns e 5 em cada 10 consideram que eles são muito incomuns e alarmantes. Provavelmente, essa percepção se explica por terem presenciado pessoalmente ou tomado conhecimento pela mídia da intensificação de tempestades violentas, de inundações em áreas urbanas, de secas severas, de impacto na agricultura, etc. E quase 70% das pessoas consideram que o Brasil deve ter um papel de liderança, com metas ambiciosas para combater as mudanças climáticas o mais rápido possível.


3) Para os brasileiros, as dificuldades de aderir a um estilo de vida mais saudável e sustentável estão relacionadas a 3 fatores principais:
– Falta de apoio do governo
– Falta de apoio das empresas
– Alto custo dos produtos, 50% dos brasileiros consideram muito caro viver uma vida saudável e sustentável.


4) Ter informações sobre como encontrar um produto de baixo custo e a existência de versões mais baratas e mais duráveis de produtos, é o ponto mais destacado entre os respondentes da pesquisa que podem ajudar a ter uma vida mais saudável e sustentável.


5) Entre 2020 e 2021, houve uma queda generalizada na percepção de cumprimento das responsabilidades socioambientais de todos os setores produtivos no Brasil, essa percepção pode ter sido impactada pelo aumento da exigência feita pelos consumidores ou por que os setores não atingiram expectativas anteriores.


6) Os respondentes também destacaram que ajudar a economizar água e energia com seus produtos, garantir o bem-estar animal, investir em P&D e fazer produtos que: reduzam o impacto em mudanças climáticas, ajudem a usar menos recursos e tenham transparência de impactos, são alguns dos pontos que esperam das empresas como uma ajuda na manutenção de uma vida mais saudável e sustentável. 


7) Para 56% das pessoas, a relação com a natureza e o meio ambiente foi afetada positivamente, possivelmente pela pandemia realçar a importância de sua preservação, e o sentido de comunidade e de conexão e as prioridades e a percepção do que é importante foram afetados positivamente para 51% e 56% das pessoas, respectivamente.


8) No pós-pandemia, os respondentes da pesquisa disseram que vão se dedicar, em ordem de prioridade, a:
– Prestar atenção na saúde
– Economizar dinheiro
– Economizar água e energia
– Passar tempo na natureza
– Passar tempo com família e amigos
– Reduzir o impacto ambiental
– Fazer exercícios
– Cozinhar em casa
– Caminhadas e ciclismo
– Reduzir o lixo


9) Entre as mudanças feitas no ano passado, os consumidores buscando “fazer a diferença” na economia, no meio ambiente, na sociedade ou na política, 57% mudou suas opções de compra, 50% expressou a sua opinião online, 28% doou dinheiro ou fez voluntariado e 11% ajudou a sua comunidade.


10) 86% das pessoas querem reduzir bastante o impacto que tem pessoalmente sobre o meio ambiente e a natureza e 60% estão dispostos a pagar mais por produtos ou marcas que trabalham para melhorar a sociedade e o meio ambiente.


Os resultados são otimistas e mostram como a população brasileira, em geral, compreende a importância de empresas e produtos que se dediquem à construção e manutenção de estilos de vida mais saudáveis e sustentáveis.

A Ideal Energia Solar, através da produção de energia solar, apoia essa ideia e busca gerar independência energética para cada consumidor através da geração de energia limpa, barata e renovável. Vamos juntos?

Quer saber mais sobre energia solar? Acesse o site da Ideal Energia Solar ou entre em contato com a equipe da Ideal Energia Solar, nós podemos tirar todas as suas dúvidas! Envie uma mensagem pelo Whatsapp (11) 98921-1000 ou pelo Email [email protected].